O que você precisa saber sobre o açúcar


O Brasil é o país que mais produz e consome esse tipo de substância, formada, basicamente, por calorias vazias, sem valor nutritivo algum.


Açúcar é bom, mas vicia. É bom, mas engorda. É bom, mas derrete. E o que mais você sabe sobre essa substância mágica que levanta seu nível de alegria e de glicemia? Antes de qualquer coisa, você precisa entender que existem dois tipos principais de açúcar: o que provém da cana e o que é extraído da beterraba. Nos dois casos, o processo inclui a extração do suco da cana e da beterraba, que será então processado para evaporar e formar os cristais que você usa para adoçar seu cafezinho.

Esse temperinho adocicado surgiu na Índia no ano 500 A.C. O processo que envolvia a cristalização do açúcar naquela época era bem parecido com o de hoje: fervia-se o caldo da cana até que ele evaporasse e só restasse os cristaizinhos. Conheça, a seguir, algumas curiosidades a respeito desse ingrediente:

CONSUMO

  • Os maiores produtores de açúcar são Brasil, Índia, China, União Europeia e Tailândia. O maior consumidor de açúcar é o Brasil.
  • Valores nutricionais? Nenhum. O açúcar apenas contém calorias vazias.
  • Você consome em média 30 colheres de chá de açúcar por dia, quatro vezes o recomendado pela Associação Americana do Coração.
  • Essa medida equivale à ingestão de 496 calorias por dia.
  • O consumo não prejudicial para mulheres é de seis colheres de chá de açúcar por dia. Para os homens, esse valor sobe para nove.
  • A maior fonte de açúcar é o refrigerante. Para uma quantidade de 1,5 L dessa bebida são usadas aproximadamente 53 colheres de chá de açúcar.

BENEFÍCIOS


O açúcar mascavo e os outros tipos mais escuros contêm antioxidantes, que ajudam no combate a algumas doenças e também na prevenção do envelhecimento das células. Ainda assim, se você estiver procurando uma fonte de antioxidantes, escolha frutas e vegetais.

Essa substância, indo contra tudo o que você possa acreditar, não é a maior causadora da diabetes. Entre as condições que desencadeiam a doença estão, antes do consumo do açúcar, a obesidade, os maus hábitos de saúde e condições genéticas.

Se você acha que a solução para todos os seus problemas está nos adoçantes artificiais e não calóricos, talvez você fique chateado agora, mas a verdade é que esse tipo de substância pode até não ter o mesmo número de calorias que o açúcar propriamente dito, mas algumas pesquisas recentes indicam que adoçantes artificiais são capazes de deixar você com mais fome.

Se você fizer um corte em sua pele, o açúcar pode ajudar a tirar a dor e até mesmo a cicatrizar uma ferida, já que ele mata as bactérias presentes no local e ajuda na cicatrização.

OUTROS TIPOS DE USO E O FATOR VICIANTE


Como tratamento de beleza, o açúcar pode ser usado em cremes esfoliantes feitos em casa. Os cristais ajudarão a remover a pele morta da sua pele e ainda a deixarão com um brilho natural. Uma boa receita é misturar açúcar com azeite de oliva para massagear áreas sensíveis como as do rosto e do pescoço. Faz bem para todos os tipos de pele.

Alguns tipos de açúcar, encontrados em xaropes naturais, podem ajudar a performance de quem pratica esportes. Um estudo feito na Universidade de Ohio, com mulheres que praticam remo, concluiu que as que consumiram esse tipo de açúcar tiveram sua produção melhorada em até três vezes.

Se essa substância tem seu lado bom no tratamento esfoliante da pele, talvez seja só um sentimento de culpa, já que o consumo do açúcar está associado à aceleração do processo de envelhecimento, já que ataca o colágeno e o quebra, o que pode causar algumas rugas.

Açúcar vicia e esse pode ser o motivo que faz com que você simplesmente não consiga cortar esse ingrediente da sua vida. Essa substância ativa os mesmos receptores cerebrais que ficam ligadões em usuários de drogas. Se você sente que não consegue ficar sem aquele docinho depois do almoço e, mesmo que tente, não consegue cortá-lo, a dica é tentar substituí-lo por uma fruta ou outra fonte natural de açúcar. E, como em alguns casos de vício, vale sempre a tentativa de diminuir o consumo gradualmente. A sua saúde agradece.

Fonte: Mega Curioso

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

0 comentários :

Fan Page!

Twitter




Faça Parte!

Arquivos